Oi, posso ajudar?
Estamos aqui para atendê-lo :)

Diferenças entre vidro temperado e vidro laminado| ENTENDA!

Entenda a diferença do que é vidro laminado e vidro temperado

Você sabe qual é a diferença entre vidro temperado e vidro laminado? Essa é uma questão que pode causar muitas dúvidas nos consumidores.

Nem todo mundo possui o conhecimento técnico para que possam diferenciar com facilidade qual vidro é qual. Usa-se bastante os vidros laminados e os temperados quando se trata de construção civil.

Ainda que sejam bastante parecidos, ambos possuem diferenças por conta de suas particularidades. Se você está na dúvida e quer saber melhor sobre esses dois tipos de vidro, então continue lendo este conteúdo.

Como saber se o vidro é temperado ou laminado?

Antes de mais nada, devemos logo adiantar que vidro não é tudo igual. Existe uma diversidade de vidros no mercado e cada um atende algum tipo de necessidade do cliente.

Porém, dentre os dois mais seguros para os usuários, estão o vidro laminado e o vidro temperado. Por oferecer um nível extra de segurança contra acidentes graves esses dois tipos são classificados como Vidros de Segurança. E, exatamente por essa classificação, tornaram-se os mais populares, logo após o vidro comum. Ao longo dos anos e com o aprimoramento das técnicas, diversos outros tipos diferentes de vidros puderam ser elaborados e usados em várias aplicações.

Em relação ao vidro temperado e vidro laminado, a diferença entre ambos é a seguinte:

Vidro temperado

Visualmente o vidro temperado se assemelha muito ao vidro comum. A única diferença perceptível é quando o vidro recebe a logomarca da empresa de forma discreta na borda ou em um de seus cantos.

É um tipo de material que passa por um processo de têmpera. Isso porque o material entra no forno com a temperatura alta e depois passa por um processo de resfriamento imediato.

Isso acaba deixando o vidro até 5 vezes mais resistente do que ele seria, se passasse pelo processo comum. Por essa razão, ele acaba sendo um tipo de vidro indicado para áreas que precisam de maior segurança, como janelas, boxes, portas e mesas.

O vidro aguenta temperaturas que podem superar os 200 graus celsius e, se esse vidro quebrar, ele acaba fragmentando-se em diversos pedacinhos pequenos e pouco cortantes.

Vidro laminado

Diferenças entre vidro temperado e vidro  laminado| ENTENDA!

Visualmente o vidro laminado diferencia-se dos demais por sua borda. O vidro laminado é produzido pela técnica de laminação, que é aplicada a duas ou mais lâminas de vidro comum, sendo possível perceber que se trata de uma junção de duas lâminas.

Por essa técnica, que envolve pressão e temperatura, as duas lâminas são unidas (ou soldadas) por uma película plástica interna de alta resistência e grande elasticidade. Com isso o vidro laminado, quando quebrado, se mantém preso ao seu caixilho (moldura) mantendo o vão indevassável e sem queda dos cacos pontiagudos até que seja providenciada sua substituição.

Nada impede que um vidro temperado seja laminado também. Aliás juntar ambas as técnicas garante um vidro altamente resistente denominado laminado de temperados ou, popularmente, temperado-laminado. Ou que ele seja composto por mais de duas lâminas de vidros, sendo denominados multilaminados. Porém, vamos explicar esses produtos específicos em uma matéria futura.

Dez diferenças no desempenho

Após abordarmos as diferenças visuais dos vidros temperados e laminados, vamos abordar as diferenças de desempenho. Dentre as principais diferenças, podemos citar:

  1. O vidro temperado é até cinco vezes mais resistente que o vidro comum e, por extensão, também cinco vezes mais resistente que o vidro laminado comum;
  2. O vidro laminado oferece uma segurança maior contra desprendimentos ou quedas de estilhaços. Por se manter preso aos caixilhos, preservando a integridade do vão é o único vidro que as normas técnicas da ABNT recomendam para serem utilizados em guarda-corpos, pisos e coberturas além do vidro aramado.
  3. Vidros laminados podem oferecer proteção contra raios solares. Os materiais plásticos mais utilizados na laminação, que são o Polivinil Butiral (PVB) e o Etil Vinil Acetato (EVA) oferecem grande proteção contra os raios UV, que são prejudiciais à pele e que causam desbotamento de madeiras e tecidos.
  4.  O vidro laminado oferece maior barreira acústica que o temperado;
  5. Vidros temperados costumam ser mais baratos.
  6. Os vidros temperados são chamados também de vidros estruturais, pois podem ser fixados por ferragens ou bottons por aperto ou aparafusamento, mantendo-se no local sem necessitar de molduras. Devido a isso são os únicos indicados para se transformarem em portas, janelas e até mesmo vigas e travessas de sustentação.
  7. Vidros temperados são oferecidos nas cores verde, bronze e fumê. E, mais recentemente, alguns vidros refletivos e de controle solar passaram também a ser laminados, ampliando essa possibilidade de cores.
  8. Vidros laminados podem receber intercaladores (interlayers) de várias cores diferentes, e serem compostos por vidros coloridos ou coloridos refletivos. Devido a isso, as possibilidades de cores dos vidros laminados são imensas, superando mais de mil variações de tonalidades.
  9. O vidro temperado tem uma desvantagem em relação aos demais vidros. Depois dele ter passado pelo calor, não pode mais ser cortado. Portanto, é preciso elaborar o tamanho do vidro que será utilizado ainda na fase de projeto.
  10. O vidro temperado é mais flexível que o vidro laminado, podendo resistir melhor a torções quando instalado em portas, janelas ou como travessas ou colunas de contraventamento.

Quais são as diferenças de preço entre ambos os tipos de vidro?

Os vidros que passam pelo processo de laminação geralmente costumam ter um valor um pouco mais acima do que os de vidro temperado. Isso porque o material de intercalação de tais vidros geralmente é importado, além do processo de produção envolver mais etapas.

Porém, é preciso reforçar que o preço de ambos vidros pode variar bastante, dependendo da região que você esteja, da quantidade de laminadores e de têmperas e a demanda que o local tem.

O ideal ao fazer a escolha não é optar pelo mais caro ou pelo mais barato e sim pelo que a necessidade do projeto exige. Existem estruturas que recebem qualquer tipo de vidro, porém, sempre existe o vidro mais adequado a cada situação.

Como escolher o melhor vidro?

Muita gente fica na dúvida sobre qual vidro pegar e por muitas vezes, acabam optando pelo vidro temperado por conta de ser considerado um vidro de segurança e resistência.

Porém, ainda que seja classificado na categoria Vidro de Segurança, o temperado, por determinação de norma técnica, não pode fazer parte de instalações como:

● Coberturas;

● Telhados;

● Clarabóias;

● Guarda-corpos;

● Pisos;

● Degraus;

● Dentre outros.

Isso porque quando se sofre danos, a tendência é que esse vidro se fragmente, com os pequenos cacos arredondados se espalhando por todo o ambiente ao redor de onde ocorreu tal ruptura. Se estiver, indevidamente, contrariando o que determinam as normas da ABNT e instalado sobre vãos horizontais, as chances de machucar alguém acaba sendo alta.

Nesses casos, o vidro laminado, devidamente dimensionado, acaba sendo o mais indicado por conseguir segurar os estilhaços dentro do caixilho.

Por outro lado, o vidro laminado não pode ser aplicado somente por ferragens, ou compor portas sem o acompanhamento de molduras. Também não é indicado para contraventamentos ou para compor janelas que recebem fechaduras. Nem mesmo é o mais indicado para compor fechamentos de varandas em alturas ou em locais com muito vento, pois pode se quebrar somente com uma rajada muito forte.

Em caso de dúvidas, o ideal é procurar por um profissional habilitado ou por uma empresa que possa te esclarecer as principais questões a respeito do assunto.

Na hora de se decidir e optar por qual dos dois tipos de vidro você usará para o seu projeto, o mais importante para ser levado em consideração é avaliar onde ocorrerá a instalação.

Assim, você não passará pelo risco de escolher por um material considerado inadequado para construção.

Conclusão

Por fim, apresentamos aqui algumas das principais diferenças entre os dois tipos de vidro mais usados e suas vantagens. Se você precisa optar por um ou por outro, esperamos que este conteúdo tenha lhe ajudado a decidir sobre isso.

Além disso, se você ainda apresenta dúvidas ou quer saber de outras opções, fale com a Portal Vidros e esclareça suas dúvidas sobre o assunto.

Não se esqueça de compartilhar este conteúdo com mais pessoas e acesse nosso blog para conferir mais conteúdos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Outras matérias

6 ideias incríveis para a instalação de sua sacada de vidro!

Fechar sacadas, varandas e terraços com vidros se transformou em uma prática comum e, até mesmo, sonho de consumo para quem possui essas instalações em seus apartamentos ou sobrados. A novidade é que novos produtos estão surgindo para as sacadas de vidro. Nesta matéria repassamos seis ideias incríveis para você não errar na compra.

Ver mais »

Vidraceiro: como precificar o serviço e o custo do projeto?

Precificar corretamente pode definir o sucesso ou o fracasso de uma empresa. Se cobrar demais, corre o risco de ficar sem serviço. Se cobrar menos que os custos, pode se matar de trabalhar e, ao final do mês, ver que somente acumulou dívidas. Nesta matéria ensinamos sobre como as vidraçarias podem evitar de cair em armadilhas. E ainda expomos o caso específico do setor do projeto sem custo, que a maioria das vidraçarias praticam.

Ver mais »

15 ideias para usar espelho decorativo na sua casa!

Espelhos decorativos não são meros adornos para paredes. Eles podem ser utilizados também em outros locais. Quando instalados, promovem a sensação de maior amplitude aos ambientes e ajudam a economizar energia elétrica, uma vez que aproveitam melhor a iluminação natural durante o dia e ampliam a luminosidade artificial durante a noite. Em alguns casos os espelhos acabam se transformando na própria luminária. Conheça 15 ideias para utilização de espelhos decorativos em sua casa.

Ver mais »